quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

As 22 Primaveras da Mari

Olaar, meu povo! Finalmente um post neste blog! ♥

Em 20 de dezembro de 2016 completei 22 primaveras e nesse post vou contar para vocês como foi este incrível dia! Só tive tempo de começar a escrever sobre isso agora, na noite do dia 25 de dezembro!!! Acho que esse foi o semestre mais infernal da faculdade porque, pra vocês terem uma ideia, minhas aulas acabaram dia 21/12! Mas enfim, o tema desse post não é o semestre infernal :P

Eu quase nunca comemoro meu aniversário – festinha nunca foi um hábito aqui em casa –, mas esse ano resolvi reunir os amigos! A ideia inicial era chamar o pessoal pra comer no Habib’s – afinal, cabe em todos os bolsos –, mas achei que isso era muito simples… Então, numa dessas idas e vindas da faculdade, tive a ideia: fazer um aniversário com três rolês! Isso mesmo: TRÊS ROLÊS! hahahaha Na hora pareceu bem insano, mas acho que consegui atingir o objetivo (e quase que consegui seguir a programação sem atrasar muito).

22 primaveras na Mari

O primeiro rolê foi no Instituto Tomie Ohtake para vermos a exposição “Gaudí: Barcelona 1990”. A exposição

reúne 46 maquetes, quatro delas em escalas monumentais, e 25 peças entre objetos e mobiliário criados pelo mestre catalão. Completam a mostra cerca de 40 trabalhos de outros artistas e artesãos que compunham a avançada cena de Barcelona nos anos 1900.  (INSTITUTO TOMIE OHTAKE, 2016).

IMG_20161220_145219637

Ainda sobre o trabalho de Gaudí:

O conjunto das obras reunidas do consagrado arquiteto catalão testemunha a invenção de uma original geometria, calculada a partir da observação e estudo dos movimentos da natureza. Com este princípio racionalista protagonizado pelo orgânico, Gaudí instaura uma estética moderna única que marcou definitivamente a cidade de Barcelona. (INSTITUTO TOMIE OHTAKE, 2016).

IMG_20161220_150612284

IMG_20161220_150134148

IMG_20161220_145911817IMG_20161220_152005706

Para ler mais sobre a exposição, clique aqui. Fica em cartaz até dia 5 de fevereiro de 2017. Os ingressos custam R$12,00 e R$6,00 (meia-entrada) e às terças a entrada é gratuita.

Quem me acompanhou à exposição foi a Cyssah (minha teacher), o Jackson (namorado da teacher) e o Filipe (meu namorado ♥)! Foi maravilhoso, olha só!

15590629_10211839302202220_3103682360334912883_n

15590870_10211839303962264_1246000359357355871_o

15540664_10211839303522253_8825691656493221852_o

Como estávamos por lá, aproveitamos e também vimos a exposição “A forma das ideias: design italiano do pós-guerra”. Ameei pois: ITÁLIA ♥!

IMG_20161220_160206133IMG_20161220_160447960

IMG_20161220_160328891

IMG_20161220_155357167IMG_20161220_155705475

Depois fomos para a Praça do Pôr do Sol… Além do pessoal que estava comigo no Tomie Ohtake, também estiveram lá a Camila e a Ana (também conhecidas como: minhas-amigas-da-fila-do-autógrafo-da-Sophie-Kinsella) e a Rafaela, o Rennan e a Ramiles (meus migos da faculdade). Cada um levou alguma coisa pra comer e fizemos um piquenique marromenos. Como a Ana é fotógrafa, ela levou a câmera dela e tirou fotos nossas! Olha como ficaram lindas!

IMG-20161221-WA0024

IMG-20161221-WA0032

IMG-20161221-WA0037

IMG-20161221-WA0025

IMG-20161221-WA0023

IMG-20161221-WA0029

IMG-20161221-WA0033

IMG-20161221-WA0043

Pra conhecer mais o trabalho da Ana, dá uma olhada e curte a página dela no Facebook, a Annie Di Fran Fotografias.

Curtam também a página Ponto do Chocolate! Um rapaz passou vendendo os produtos deles lá na praça e, minha nossa, o morango com chocolate belga é maravilhoso! Recomendadíssimo! ♥

A Praça do Pôr do Sol é um lugar que eu sempre quis conhecer, já tinha visto vários amigos do Facebook postando fotos lindas lá e etc… Excerto a Ramiles, nenhum de nós tinha estado lá… Mas chegando à praça, não foi assim tão maravilhoso como eram nas fotos e bem como disse o Jackson: “Propaganda enganosa”, rs. A praça está muito mal cuidada, tinha um pessolzinho fumando um beck e sugiram umas criaturas um pouco estranhas… Vivemos inclusive um momento de adrenalina quando a Ana pegou a câmera e começou a tirar fotos nossas e bem na hora um grupo de pessoas meio esquisitas apareceu ali… No final tudo deu certo, mas fomos embora rapidamente da praça.

Por fim, fomos para o Habib’s da Augusta. A esse último rolê compareceu o Filipe – guerreiro que foi aos três rolês ♥ - e os migos da faculdade que já estavam na Praça, além do Jun e da Chayenne que foram direto pro restaurante. Foi muito legal porque deu pra conversar e a comida estava ótima! hehehe

IMG-20161221-WA0006

ps.: Infelizmente o Rennan foi embora mais cedo e por isso não está na foto acima…

Os Presentes ♥

A Cyssah me deu o livro “Um Best Seller Pra Chamar de Meu”, da diva Marian Keyes! Muuuito obrigada Cyssah, ainda faltava esse pra completar a minha coleção! rs

IMG_20161228_193238

O Filipe me deu o livro “À Procura de Audrey”, da diva Sophie Kinsella; além de um desenho nosso (que eu irei postar futuramente)! ♥ Muito obrigada, Fe! Amei! ♥

IMG_20161228_193326

A Ramiles me deu chocolates da Cacau Show e o livro “À Procura de Audrey”, da diva Sophie Kinsella… ISSO MESMO, vocês não leu errado! Eu tinha 126 livros desejados no Skoob e a Rami escolheu justamente o livro que o namorado tinha acabado de me dar! hahaha Como o Habib’s era perto da livraria, aproveitei e já troquei pelo “A Amiga Genial” da Elena Ferrante – uma autora italiana que tá causando um boom boom boom por conta de identidade secreta: não dá entrevistas e não aparece na mídia. Enfim, muito obrigada, Rami! Apesar do fail, fica uma história hilária a se contar HAHAHAHA

IMG_20161228_193212

A Rafa me deu o livro “On the Road”, do Jack Kerouac. Segundo um site de dicas para presente para sagitarianos, esse era um dos que mais combinava comigo… ela só não esperava que eu tivesse começado a ler o livro há alguns anos e o tivesse abandonado – fato que ela percebeu depois e quase entrou em parafuso porque tinha comprado um livro que eu tinha abandonado… mas tudo foi resolvido porque o livro estava nos meus desejados justamente porque eu tinha vontade de lê-lo outra vez, HAHAHAHA Ela também me deu um cartão feito artesanalmente e uma caderneta com o tema Itália! ♥

IMG_20161228_193008

Mamãe me deu um edredom, travesseiros e tolhaas! Muito obrigada, mãe! O edredom é lind e estava precisandi! hahaha

IMG_20161228_193629

Por fim, minha prima maravilhosa, Leiliana – que não pode ir às 22 Primaveras da Mari porque estava viajando – me deu um azulejo lindo de Búzios escrito “Quem tem um livro de cabeceira sempre dorme melhor”! Muuuito obrigada, Le! Ameeei! ♥ Olha só!

IMG_20161228_193402

Enfim, muito obrigada a todos que aceitaram participar dessa programação do meu aniversário! A presença de cada um foi muito significativa para mim! O dia não teria sido o mesmo sem vocês lá! Muito obrigada mesmo! ♥♥♥

E pra quem ficou com água na boca porque não pode ir ou porque não foi convidado sabe-se lá porque, espero que tenha curtido o post! Quem sabe em 2017 eu faça um “As 23 Primaveras da Mari”? rs

Beijout!

terça-feira, 26 de julho de 2016

150 coisas para fazer em São Paulo pelo menos uma vez na vida: Quantas eu já fiz?

Essa belíssima lista foi feita pelo Iran Giusti e publicada no Buzzfeed. E, bom, para saber quais dessas coisas euzinha já fiz, resolvi dar um ctrl+c e ctrl+v e ir riscando o que já fiz. Vamos lá!

enhanced-buzz-wide-14677-1457112760-7

  1. Pisar em toda a América Latina na maquete do Memorial.
  2. Pedalar no Minhocão em um final de semana. Ele é aberto para pedestres e ciclistas de segunda à sexta, das 21h30 às 6h30 e 24 horas aos finais de semana.
  3. Alargar bastante o passo para conseguir descer a escadaria do MASP. E aproveitar uma das maravilhosas exposições do museu. Última exposição que fui em 2015: Acervo em Transformação com os cavaletes de Lina Bo Bardi.
  4. Ficar um bom tempinho na fila do Municipal mas ser compensado com um lindo balé da cidade. Ou pode pular a fila e comprar por aqui.
  5. Assistir algum show grátis no Vale do Anhangabaú.
  6. Tomar um café na esquina da Avenida Ipiranga com a Avenida São João e cantarolar mentalmente a música do Caetano.
  7. Assistir um desfile das clássicas Vai-Vai ou Rosas de Ouro no Sambódromo do Anhembi. (já assisit o desfile das escolas de acesso: conta? :P)
  8. Tomar uma dose de leite de onça no Bar da Dona Onça enquanto admira o Copan.
  9. Visitar o lindo saguão da prefeitura depois de atravessar o Viaduto do Chá.
  10. Assistir uma apresentação do coral do Mosteiro de São Bento e — se estiver milionário — tomar o café da manhã lá (sério, custa cerca de R$ 180).
  11. Visitar os corpos dos estudantes mortos, além de 713 ex-combatentes no Obelisco Mausoléu. Saiba mais aqui.
  12. Ver os detalhes do Viaduto Santa Ifigênia e aproveitar para comprar uns produtos eletrônicos na região.
  13. Assistir uma celebração de missa na Catedral da Sé.
  14. Dar um passeio no local sede da fundação da cidade, o Pateo do Collegio.
  15. Buscar uma obra rara na Biblioteca Mario de Andrade.
  16. Assistir a um concerto na Sala São Paulo e ficar chocado com a beleza do edifício.
  17. Beber um drink no bar Sky vendo aquela vista linda depois de admirar a arquitetura do Ruy Ohtake.
  18. Subir até o terraço Itália e comer uma sobremesa com vista do centro da cidade.
  19. Descer na estação Sumaré do Metro e ficar vendo as obras do artista plástico Alex Flemming — e se tiver coragem saltar de la de Bungee jumping.
  20. Fazer um piquenique com amigos na Praça Por do Sol.
  21. Ficar com as pernas doendo depois de fazer a trilha do Pico do Jaraguá.
  22. Se apaixonar reprodução da Villa italiana, no topo do edifício Martinelli.
  23. Ficar completamente destruído na trilha do parque Cantareira e ao mesmo tempo mesmerizado quando chega na Pedra Grande. (fui há tantos anos que nem lembro mais)
  24. Visitar os espaços escondidos do Parque Ibirapuera, como a Serraria, e curtir um pouco de paz.
  25. Participar o festival da Cerejeira no Parque do Carmo.
  26. Perder umas boas horinhas visitando a biblioteca São Paulo, no Parque da Juventude.
  27. Andar de Skate ou só ficar tomando uma cervejinha vendo a banda passar na Praça Roosevelt.
  28. Tirar um domingo para visitar o jardim Botânico e fazer as mini trilhas fofas que tem por lá.
  29. Pedalar pelas ciclofaixas de lazer no final de semana.
  30. E, se estiver na vibe, se juntar ao grupo de pedalada que visita o centro velho da cidade.
  31. Ir em uma das festas que rolam Nos Trilhos.
  32. Celebrar o Ano Novo Chinês e o Japonês na Liberdade. (foto de 2015)
  33. Desbravar os food trucks da Rua Augusta durante o dia.
  34. Tomar uma cerveja no Bahia, também na Augusta.
  35. E ainda na região comer uma coxinha no BH Lanches.
  36. Depois disso tudo, encarar uma das mil baladas da rua.
  37. Em um dia mais tranquilo, tomar uma cervejinha no Marokita, na Avanhandava.
  38. Ver uma corrida no autódromo de Interlagos.
  39. E ficar correndo atrás das galinhas no Parque da Água Branca.
  40. Fazer uma selfie no Beco do Batman.
  41. Visitar TODAS as 17 unidades do SESC e eleger a sua preferida. (já visitei 5, inclusive tem fotos no meu Instagram em quase todos elas: SESC Santo Amaro, SESC Pinheiros, SESC Vila Mariana, SESC Campo Limpo, SESC Consolação – quando eu era criança, fui ao SESC Interlagos, mas não lembro de nada, rs)
  42. Acompanhar um sarau na Casa das Rosas.
  43. Fazer uma visita guiada pela Faculdade de Direito do Largo do São Francisco. (já fiz uma visita não-guiada, conta? :P)
  44. Ficar de queixo caído com a Casa Modernista.
  45. Se perder em meio às estantes da Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Amo muito! ♥
  46. Assistir uma peça na Vila Maria Zélia e torcer muito para que role a revitalização.
  47. Lutar para conseguir chegar na Casa de Vidro, mas se dar conta de que vale super a pena porque é lindo.
  48. Ir no sambão no sábado na Praça Dom José Gaspar. (não foi no sábado, mas foi numa sexta, eita samba da vela!)
  49. E aproveitar para dar aquela espiada na Biblioteca Mario de Andrade.
  50. E quem sabe tomar um drink na Galeria Metrópole.
  51. Comer um pão quentinho na centenária Padaria São Domingos.
  52. Bater uma comida árabe no meio da loucura da 25 de Março.
  53. Visitar o Solar da Marquesa de Santos imaginar como era morar lá.
  54. Ou então entrar no Casa da Imagem e se dar conta que você está na primeira residência da cidade.
  55. Conseguir enxergar todos os detalhes do vitral da Caixa Cultural.
  56. Sentir um frio na espinha ao entrar na cripta da Catedral da Sé.
  57. Visitar o túmulo das personalidades históricas no Cemitério da Consolação.
  58. Passear por Paraisópolis até chegar à casa da Casa de Pedra.
  59. Fazer um curso na Casa Mário de Andrade, onde viveu o escritor.
  60. Assistir uma sessão no Planetário e comer uma pipoca doce assim que sair.
  61. Ficar encantado com o borboletário do Catavento Cultural.
  62. E adorar os peixinhos e peixões do Aquário da Cidade.
  63. Sentir arrepios mas ficar encantado com os répteis do Instituto Butantã. (inclusive, tenho uma foto segurando uma cobra de lá)
  64. Se esbaldar no lanche do Seu Oswaldo.
  65. E também em um bauru gigante do Ponto Chic.
  66. Se sentir muito futurista visitando a parte tecnológica do Museu do Futebol.
  67. Tirar um dia todo para visitar o Museu de Arte Contemporânea.
  68. Ver uma peça estranha no Satyros e sair um pouco chocado.
  69. Comer um sanduíche de Pernil no Estadão, a qualquer hora do dia.
  70. Assistir a um show no Auditório Ibirapuera e ficar encantado com o foyer da Tomie Ohtake.
  71. Tirar uma tarde para visitar a Pinacoteca, tomar um lanche no café flor e passear no Parque da Luz. Última vez que fui lá: Exposição do Ron Mueck (2015).
  72. Fazer umas comprinhas no Bom Retiro e ficar muito feliz por pagar R$ 10 em uma blusinha.
  73. Ficar três horas em uma fila de uma exposição do MIS só pela experiência. (ibagens: Castelo Rá-Tim-Bum (2015) e Tim Burton (2016).
  74. E depois comer o nhoque rústico do Chez MIS. (nunca foi pois: sou pobre)
  75. Perder-se no meio da loucura que é a curadoria do Museu Afro Brasil.
  76. Encantar-se com a estrutura do Red Bull Station.
  77. Assistir a um filminho grátis na Galeria Olido.
  78. Ir em uma feirinha na Praça das Artes. (fui na exposição da Mafalda, conta?)
  79. Descobrir mais sobre seus ancestrais no Memorial do Imigrante. (sabe aquele ancestral direto imigrante – tipo aquele avô/bisavô italiano/alemão? então, não tenho :P – porém, amo a Festa do Imigrante! ♥)
  80. Ver um musical grandioso no Teatro Renault. “Mudança de Hábito” (2015)
  81. Assistir uma peça de três horas do Zé Celso no Teatro Oficina e reclamar para o resto da vida.
  82. Comer uma macarronada nas cantinas do Bixiga.
  83. E desbravar a fila da Festa da Nossa Senhora Achiropita para comer uma fogazza maravilhosa.
  84. Assistir um filme alternativo no CineSesc.
  85. Ou então um filme blockbuster em uma sala chique, tipo as do shopping Cidade Jardim.
  86. Dar uma sambadinha na apresentação de chorinho dos velinhos da Praça Benedita Calixto, aos sábados. Sambinha ano passado! Tão bão!
  87. E também comer uma comidinha típica do Belém do Pará.
  88. Comer um sanduíche de mortadela no Mercado Municipal.
  89. Garimpar uma pechincha na feirinha de antiguidades do Bexiga.
  90. Comprar frutas e plantas no Ceagesp.
  91. Comer uma comida típica boliviana na Feira Kantuta.
  92. Tomar um café e comprar alguns livros em uma das unidades da Livraria da Vila.
  93. Beber uma cerveja no Bar da Loca e bater um papo com o Zé das Medalhas.
  94. E depois ir para o Charm da Paulista que fica aberto 24 horas.
  95. Tomar um chá completo na Fundação Ema Klabin.
  96. Se encantar com a estrutura da Casa de Dona Yaya e ficar super chocado com história da antiga moradora.
  97. Sentir um frio na espinha ao entrar em uma das celas do Memorial da Resistência. Pesado! Beatriz Guedes me chamou para ir nesse lá em 2012, nunca esqueço a sensação de estar dentro da cela ouvindo os relatos de quem foi preso e torturado lá :’(
  98. Meditar no Pavilhão Japonês e depois visitar o acervo do prédio.
  99. Descobrir um pouco mais sobre a cultura alemã no Instituto Goethe.
  100. Aplaudir de pé o sarau Cooperifa.
  101. Ficar encantado com a arquitetura da Casa Vilanova Artigas.
  102. Chocar-se com a grandiosidade do Centro Cultural Correios de São Paulo e se perguntar como nunca tinha ido lá.
  103. Mergulhar no filé à parmegiana do Degas.
  104. Ou então no Polpettoni do Jardim de Napoli.
  105. Conhecer o recém inaugurado Museu Judaico de São Paulo.
  106. Andar de bike no Parque Villa-Lobos.
  107. Ver o painel escondido do Cândido Portinari na galeria Galeria Califórnia.
  108. Passear pelo meio do canteiro de obras da Vila Itororó.
  109. Sentir-se nos primórdios da cidade visitando a Casa do Bandeirante.
  110. Acompanhar uma das apresentações do Ilú Obá De Min.
  111. Fazer mil fotos em um bondinho no Museus dos Transportes Públicos.
  112. Deixar o seu relato no Museu da Pessoa.
  113. Ver a beleza das diferenças do Museu da Diversidade Sexual.
  114. Pegar o Expresso Turístico e ir para Jundiaí ou Mogi das Cruzes.
  115. Tirar um dia zen e visitar o Templo Zu Lai.
  116. Ou então meditar um pouco no Solo Sagrado de Guarapiranga.
  117. Sair desbravando a Cidade Universitária e ver o que rola de programação no dia.
  118. Tomar um sol na lage do Centro Cultural São Paulo.
  119. Ver um filminho em uma das muitas mostras da Cinemateca Brasileira.
  120. Assistir uma apresentação de Jazz na Casa de Francisca.
  121. Ver pelo menos uma Bienal de Arte de São Paulo de cabo a rabo.
  122. Fazer uma longa trilha no Parque Estadual do Juquery.
  123. Comer uma farta porção de Bolinho de Arroz do Ritz.
  124. Comprar um pôster maravilhoso na Feira Plana, uma das maiores feiras de arte impressa do país.
  125. Juntar uma galera e ir ao Salão do Automóvel.
  126. Assistir uma final de campeonato no Pacaembú.
  127. Ver um grande show internacional no Morumbi.
  128. Comer um pastel na barraca do Seu Zé, na feira do Pacaembú. (não sei se foi na Barraca do Seu Zé, mas já comi pastel na feira do Pacaembú ♥)
  129. Fazer um bate e volta e comprar um artesanato em Embu das Artes.
  130. Ver o tapete de Corpus Christi em Santana do Parnaíba.
  131. Comprar uma camiseta de banda na Galeria do Rock.
  132. Tomar uma cervejinha na Vila Madalena. (como eu não bebo, vou considerar o dia em que fui numa hambuergueria lá cozamigo gringo/churras no hostel ♥)
  133. Se acabar no samba da Praça Roosevelt, o Vai Se Quiser.
  134. Assistir a largada de uma Corrida de São Silvestre.
  135. Se perder para encontrar o Centro Cultural São Paulo.
  136. Curtir um rock no Café Piu-Piu ou no Hangar.
  137. E dançar um forró delícia no Canto da Ema.
  138. Comer uma tapioca no Centro de Tradições Nordestinas.
  139. Assistir a uma peça no Teatro Centro da Terra.
  140. Ir em uma festa na Casa das Caldeiras.
  141. Ouvir uma musiquinha e comprar um livro muito surrado na Passagem Literária da Consolação.
  142. Fazer um tour guiado pelo metrô de São Paulo.
  143. Comer uma coxinha no Frangó e depois passear pela praça da Matriz.
  144. Desbravar o Centro Universitário Maria Antônia e descobrir que por ali rolaram muitas tretas antes da ditadura.
  145. Assistir uma peça no Tucarena e saber um pouco mais sobre a história da cidade.
  146. Folhear um exemplar raro na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin.
  147. Comprar um Vinil (mesmo que para decoração) no Feirão da Mocca.
  148. Andar de skate no parque Zilda Natel, perto da Sumaré.
  149. Visitar a imponente Catedral Metropolitana Ortodoxa, na Vergueiro.
  150. Passar pelo menos um carnaval na cidade.

Bom, risquei 27 coisas da lista. E vocês, já fizeram quantas? :)

~vou atualizar isso aqui conforme for fazendo mais coisas por Sampa City~

xoxox,

Mari! ♥

domingo, 10 de abril de 2016

EU FUI: Clarice Falcão no Cine Joia (08/04/2016)

Olaaar!

Bom, com o post de ontem você já sabem um pouco da evolução da Clarice como cantora! ♥ Ir ao show dela no Cine Joia foi um sonho realizado! Clarice costuma fazer shows só em turnê e como o CD “Problema Meu” é o segundo disco dela, talvez tenha sido a segunda vez que ela tenha tocado em São Paulo. Foi uma horra poder estar presente!

O Cine Joia abriu 22h, mas o show só começou 00h! Nesse meio tempo, quem comandou a casa foram os DJs Tok & Stok e MC Tonico.

Snapchat-5915225595819443380

DJs Tok & Stok e MC Tonico abrindo o show de Sampa.

Uma foto publicada por @clarafalcao em

Foi legal, teve uns MPB bem legais… mas teve cada bagaceira! hahaha Tocou “Baba” da Kelly Key e a cereja do bolo foi quando tocou “Sorry” do Justin Bieber e nas paredes foram projetados Teletubbies! hahaha (fiz um snap disso, mas perdi. maldito snap!!!)

Bom, quanto ao show em si, não anotei o set list (achei que encontraria na internet, mas necas…). Porém, lembro a maior das músicas que tocaram, como “Ironico”, “Eu Sou Problema Meu", "Escolhi Você", “Vinheta”, "Banho de Piscina", "L'amour toujours (I'll Fly with You)", “Vagabunda”, “Marta” e “Clarice”.

IMG_20160409_010357211

Do CD Monomania, lembro que tocou “Eu Esqueci Você”, “De Todos Os Loucos Do Mundo”, “Monomania”, e "Eu Me Lembro” com participação da Karina Buhr.

Snapchat-1156298464017376587

Quem já foi há algum show, sabe que o artista normalmente termina o show duas vezes: da primeira vez é só uma pegadinha… E não poderia deixar de ser quando Clarice cantou "Como é Que Eu Vou Dizer Que Acabou"!

IMG_20160409_244617315

Um dos melhores momentos do show foi quando tocou “Survivor” e nas paredes foi projetado o clipe da música ♥!

Screenshot_20160409-182728

Screenshot_20160409-182733

Fotos por Fernanda Meirelles (meu celular travou bem nessa música, tsc tsc).

Bem, esse foi o maravilhoso show da Clarice! Espero que vocês tenham gostado! Logo logo vai ter mais um post sobre outro show, porque esse final de semana foi SURRA DE SHOW! hahaha

xoxox,

Mari!

ps.: tô muito feliz por ter tirado “ir um show da Clarice” da lista de coisas para fazer antes de morrer!

sábado, 9 de abril de 2016

Quem é Clarice Falcão? #perfil #discografia

Oie oie, gente! Faz tempo que não escrevo nada no blog, mas bateu aquela vontadezinha de blogar depois de ter ido ao show da Clarice Falcão ontem! ♥

A principio esse post ia ser sobre o show, mas como eu tenho aquela mania de falar demais, resolvi dividir: esse post vai ser um perfil da Clarice contendo os pontos marcantes da carreira dela e o próximo será, finalmente, sobre o show! ♥

Clarice é atiz, cantora, compositora, roterista e humorista. Nasceu em 23 de outubro de 1989 em Recife/PE. Morou lá até os 4 anos, depois foi com a família para São Paulo/SP, onde permaneceu até os 6 anos e, por fim, se mudou para o Rio de Janeiro/RJ onde vive até hoje. Abandonou o curso de Comunicação Social (Cinema) que fazia na PUC-Rio.

Bem, posto isto, vamos para o início: como/quando conheci Clarice Falcão?

Bem, eu não me lembro extamente. Lembro que uma amiga minha de Minas Gerais, a Marcela, já era fã da Clarice em 2012, por aí… Um dia eu estava sem muito o que fazer e resolvi escutar as músicas dela. Me apaixonei na hora! Uma das músicas que mais me marcaram foi “Macaé”:

Ei, se eu falar foi por amor que eu invadi o seu computador
Você pega um avião?
E se eu contar de uma só vez como eu achei sua senha do cartão
Você foge pro Japão, esse verão?
Eu queria tanto que você não fugisse de mim
Mas se fosse eu, eu fugia

Me indentifico muito com essa música, porque eu sou uma pessoa que teve e tem muitas paixões platõnicas (hoje em dia chamado de crush, né?). Na nossa era da internet, esse tipo de amor que não se completa está muito ligado à stalkear a pessoa, rsrsrs. É engraçado, né? Talvez a gente nunca chegue a ter uma conversa com x crush, mas só de ler o que elx posta nas redes sociais acabamos conhecem muito da vida da pessoa. Ai, ai…

Para quem não sabe, a Clarice namorou o Gregorio Duvivier. O Gregorio é ator, muito conhecido pelo trabalho feito no canal Porta dos Fundos, é escritor – “A partir de amanhã eu juro que a vida vai ser agora” (2008), “Ligue os pontos: Poemas de amor e Big Bang” (2013), “Put Some Farofa” (2014) e “Percatempos: Tudo Que Faço Quando Não Sei O Que Fazer” (2015) – e também é colunista na Folha de São Paulo (o texto dele que mais gosto é “Pardon Anything”). Bem, como eles namoraram por 6 anos, o primeiro CD da Clarice está muito ligado ao relacionamento, tanto é que o CD se chama Monomania por conta do música homônima:

Se juntar cada verso meu
E comparar
Vai dar pra ver
Tem mais você que nota dó

Eu vou ter que me controlar
Se um dia eu quero enriquecer
Quem vai comprar esse CD
Sobre uma pessoa só?

Hoje eu falei pra mim
Jurei até
Que essa não seria pra você
E agora é

Clarice_Falcão_-_Monomania

Outra música muito boa desse CD é “Oitavo Andar”:

Quando eu te vi fechar a porta
Eu pensei em me atirar pela janela do oitavo andar
Onde a Dona Maria mora
Porque ela me adora e eu sempre posso entrar

Era bem o tempo de você chegar no T
Olhar no espelho seu cabelo, falar com o Seu Zé
E me ver caindo em cima de você
Como uma bigorna cai em cima de um cartoon qualquer

E pra fechar essa primeira fase da Clarice, não posso deixar de mencionar  “Essa é pra você”. Essa música não está no CD Monomania, mas foi gravada para o canal Porta dos Fundos em 2012:

Meu amor, eu já não amo mais você
Esse namoro já acabou há muito tempo
E só você não percebeu

Meu amor, eu não aguento mais você
Agora mesmo te olhando me veio um refluxo
Mas já desceu

Meu amor, eu tenho nojo de você
Eu tenho nojo da sua barba, dessa sua camisa verde
E do seu cheiro

Essa música é muito engraçada, o cinismo é demais! E o melhor é que, após a Clarice e o Gregorio terem terminado em novembro/2014, a música realmente pareceu ter sido feita para ele! HAHAHAHA

Em 19 de fevereiro de 2016 foi lançado “Problema Meu”, primeiramente no Spotify, e em 14 de março 2016 foi lançado em forma de CD.

Capa_de_Problema_Meu

Agora, numa fase bem independente, a Clarice regravou “Survior” do Destiny's Child. O clip foi lançado em novembro/2015 e é maravilhoso!!! Existe até um certo diálogo com o vídeo Não Tira o Batom Vermelho, da Jout Jout.

Now that you're out of my life
I'm so much better
You thought that I'd be weak without you
But I'm stronger

Em fevereiro de 2016, bem pertinho do carnaval, foi lançada a música “Irônico”:

Queria te dizer que esse amor todo por você
Ele é irônico, é só irônico
A cada "eu te amo" que eu te mando, eu tô pensando
"isso é irônico"
E é irônico

Só de pensar que 'cê pensou que era sério
Falando sério, eu quero rir
Que você acha que quando eu me descabelo
Ao som de um cello, eu tô aí

Vamos percebendo um emponderamento nas letras da Clarice, muitos traços de feminismo (apesar da música “Deve Ter Sido Eu”, infelizmente, ter zero de sororidade). A música “Se esse bar” foi um vídeo gravado em 2013, mas só entrou como faixa nesse último CD da Clarice. As outras música de “Problema Meu” ainda não tem vídeo oficial, por isso vou colocar só alguns trechinhos das músicas que mais gostei:

Eu escolhi você
Com fé de não me arrepender de te escolher
Até um outro aparecer
Não fica triste não
Eu escolhi de coração
Também por falta de opção
Mas foi você

Na minha vida já existiram
Cinquenta opções de amor
Quarenta e nove desistiram
E você foi o que sobrou

“Escolhi Você”

Eu olho o telefone
Eu guardo
Eu olho novamente
Eu guardo
Eu olho uma terceira vez
Vai que tá diferente
Eu paro e ligo pra mim mesma
Só pra ver se a minha linha continua funcionando
E continua funcionando
Eu checo as mensagens
Sete, oito, vinte vezes
Só passou cinco minutos
Eu senti passar três meses
Como é mesmo aquela história
de e-mail que não chega?
Eu lembrei aquela história que e-mail sempre chega

“Vinheta”

Quando eu disse sim aquela hora
Eu disse sim aquela hora
Eu não disse sim pra todo eternidade
Eu não sei se você tá por fora
Mas eu não tenho registro
Compra e venda feito uma propriedade pessoal

Não me leve a mal
Mas você não me têm
Eu não sou um chapéu
No armário de alguém
Não valho um real
Também não valho cem
Eu sou problema meu

”Eu Sou Problema Meu”

Era uma vez
Mas como haveria de ser duas vezes ou três
Quanta burrice
Era um casal
E esse casal é a gente eu comecei mal
Esquece o que disse

Veja bem
É que agora é um momento meio quando eu nasci
Eu sempre fui
Resumindo
A política não tá favorecendo um movimento de
Meu Deus
Como é que eu vou dizer que acabou

“Como é que eu vou dizer que acabou”

Bom, acho que essas foram as principais informações que gostaria de falar de linda da Clarice Falcão! Espero que tenham gostado! Amanhã sai o post com as fotos do show de 08/04/2016 no Cine Joia, no qual comentarei também o setlist!

xoxox,

Mari!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

O Curso de Revisão de Texto da UNICAMP que eu gostaria de fazer…

Olá, terráqueos (como diria Bruno)!

Estava eu, linda e bela, no meu Facebook quando me deparei com um post informando sobre um curso de Revisão de Texto que será oferecido esse semestre na Unicamp. Eu simplesmente amei! Infos:

  • Período de inscrições: 01/12/2015 até 15/03/2016.
  • Período de oferecimento: 19/03/2016 até 14/05/2016.
  • Local do curso: SALA DE AULA DO IEL - UNICAMP em CAMPINAS/SP.
  • Carga Horária: 30 horas aulas. Horas Presenciais: 15 horas/aula teóricas.
    e 15 horas/aula práticas.
  • Horário das aulas: AOS SÁBADOS DAS 9H30 ÀS 13H30
  • Quantidade de alunos: Mínimo de 30 e máximo de 65 alunos matriculados.
  • Investimeto:
    • • 02 PARCELA(S) DE R$ 267,21 ATRAVÉS DE BOLETO BANCÁRIO, VENCENDO A PRIMEIRA PARCELA EM 17/03/2016.
    • • 01 PARCELA(S) DE R$ 534,42 À VISTA, ATRAVÉS DE BOLETO BANCÁRIO, COM VENCIMENTO EM 17/03/2016.

Lindo, né? Apesar de o preço não ser tão acessível, devido à carga horária, acredito que vale muito a pena! Como já foi informado, as aulas serão aos sábados. Gostaria muito de me inscrever, mas existe um problema:

O curso ocorrerá de 19/03 a 14/05 no Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp (Campinas/SP) das 9h30 às 13:30. Campinas é uma cidade do interior de São Paulo. O problema é que eu moro capital, São Paulo (que criativo o nome do estado/cidade :P). Eu e o IEL estamos separdos por uma distância de cerca de 122 Km a 130 Km.

Minhas alternativas para esse problema – sem considerar o horário que eu teria que sair de casa – são:

Pegar o ônibus para Campinas na Rodoviária do Tietê (de 106 Km a 131 Km) – Viação Cometa.

  • Custo:
    • Ida: de R$ 28,58 a R$ 29,69.
    • Volta: de R$ 27,82 a R$ 29,84.
  • Total por dia: de R$ 56,40 a 59,53.
  • Total durante todo o curso: de R$ 507,60 a R$ 535,77.
  • Curso + Transporte: de R$ 1042,02 a R$ 1070,19.

Pegar uma carona em um grupo de caronas ou través do Tripda.

  • Custo:
    • Ida: R$ 20,00.
    • Volta: R$ 20,00
  • Total por dia: de R$ 40,00.
  • Total durante todo o curso: R$ 360,00.
  • Curso + Transporte: R$ 894,42.

Captura de tela inteira 18012016 220149.bmp

Meu pai me levar de carro

  • Custo: Com 1L de etanol, nosso carro anda 9 Km. 1 L = R$ 2,09 (esse valor foi retirado do site Preço dos Combustíveis).
    • Ida: R$ 28,33 (122 Km / 9 Km/L = 13,55 L * R$ 2,09 = R$ 28,31.
    • Volta: R$ 28,33 (122 Km / 9 Km/L = 13,55 L * R$ 2,09 = R$ 28,31.
  • Total por dia: de R$ 56,66.
  • Total durante todo o curso: R$ 509,94.
  • Curso + Transporte: R$ 1044,36.

 

CONCLUSÕES

PRECISO DE UMA RENDA EXTRA

TRABALHO, TRABALHO, TRABALHO

PRA FICAR ASSIM:

PODRE DE RICO

E PRECISO APRENDER A DIRIGIR

E ASSIM NÃO DEPENDER DE NINGUÉM:

Enquanto isso, fica aqui o meu desejo de fazer o curso e não poder.

Olha, se você está lendo isso, tem interesse no curso e disponibilidade para fazê-lo: FAÇA-O POR MIM!

25c2dec9-7a6b-4942-909f-de5097d6f356[1]

Ps.: eu não credo que publiquei isso! hahaha Apesar da zoeira que esse post representa, em breve farei um outro post ~ sério ~ falando sobre os motivos que me levarão a ter a dita cuja CNH - Carteira Nacional de Habilitação –, vulga “carta” aos 21 anos. :P

xoxox,

Mari

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

20 Séries que Comecei a Assistir e Nunca Terminei

*atualizado em 09/09/2017*

Bom, há 4 anos eu dei início aO desafio dos 30 dias: Séries de TV!
O desafio dos 30 dias: séries de TV. Veja mais em: https://www.facebook.com/desafioseries/info/?tab=page_info
Publicado por Mariana Costa Mendes em Segunda, 2 de janeiro de 2012
Nesse desafio, a cada dia se deve responder uma pergunta, por exemplo: “Sua série favorita de todos os tempos”, na época minha resposta foi “Outsourced”; ou, “A série que você mais detesta”, resposta: “True Blood”; ou ainda, “A série mais cômica”, resposta “Happy Endings” e etc. Como eu sou a rainha dos desafios falhos, dos 30 dias, eu respondi 8… hahaha!
Acho que devido ao “Neste dia” do Facebook, me veio a ideia de terminar as postagens desse desafio. Então, a parti do dia 9 de janeiro de 2016 eu vou terminar esse desafio. #porum2016diferente
Essa ideia, porém, se ramificou… Quarta-feira, 6, eu entrei no Oragatotag  e comecei a organizar as minhas séries. Percebi que várias que estavam na watchlist (lista de séries que eu assisto), na verdade… bem, eu não as acompanho há pelo menos 2 anos, rs. Isso se deve até pelo fato de eu ter criado um certo desgosto por acompanhar séries que ainda estão sendo exibidas, porque entre uma temporada e outra, normalmente, passa-se um ano e é difícil lembrar o que estava acontecendo naquela série há um ano atrás! Hoje dou preferência às séries que já foram finalizadas.
Enfim, segue então a lista de séries que já acompanhei em algum momento da minha vida e que eu gostaria de assistir até o fim:
Obs. 1: Isso não é uma meta para 2016 e sim para a vida :P! Não teho a menor previsão de quado irei de temimar de assistir tudo isso, hahaha
Obs. 2: A lista está organizada a partir das séries que têm menos temporadas para as que têm mais.
Obs. 3: As séries em negrito estão disponíveis no Netflix :) – lembrando que essa lista foi feita em janeiro/2016, se você estiver lendo isso aqui no futuro, pode ser que algumas dessas séries tenham sido retiradas do catálogo do Netflix Brasil).
Obs. 4: Rennan, vou te devolver os últimos DVD’s de “Friends” assim que eu te ver!!! Ia entregar terça, mas tu não colou no rolê da Frida; aí eu fui pra casa e tu colou à noite no cinema… #desencontros hahahaha
Finalizadas:
  1. Cosmos: A Space-Time Odyssey (1 Temporada);
  2. Jane by Design (1 Temporada);
  3. Happy Endings (3 Temporadas);
  4. Suburgatory (3 Temporadas);
  5. The Borgias (3 Temporadas);
  6. Being Erica (4 Temporadas);
  7. Miranda (4 Tempordas);
  8. The Tudors (4 Tempordas);
  9. The Secret Life of the American Teenager (5 Temporadas);
  10. Gossip Girl (6 Temporadas);
  11. Gilmore Girls (7 Temporadas + Revival de 4 episódios) e;
  12. Skins UK (7 Temporadas).
  13. Bates Motel (5 Temporadas - Serie Finale em 24/04/2017);
  14. Beauty and the Beast (4 Temporadas - Serie Finale em 15/09/2016);
  15. Pretty Little Liars (7 Temporadas  - Serie Finale em 27/06/2017) e;
  16. The Vampire Diaries (8 Temporadas Serie Finale em 10/03/2017).
Séries
Não Finalizadas:
  1. Orange is the New Black (5 Temporadas*);
  2. American Horror Story (7 Temporadas**);
  3. New Girl (6 Temporadas***);
  4. Grey’s Anatomy (13 Temporadas****).
Séries1


* renovada até a 7ª temporada (2019).
** renovada até a 9ª temporada (2019).
*** renovada até a 7ª e última temporada (2018).
**** renovada até a 14ª temporada (2018).

Bom, é isso! E aí, quais dessas séries vocês acompanham? Qual eu nem deveria perde meu tempo assistindo? :)
xoxox,
Mari